A SOBERANIA DE DEUS: Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito ficará de pé, e farei tudo o que me agrada.  Isaías 46:10 (Portuguese Edition) por Carlos Cavalcanti

A SOBERANIA DE DEUS: Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito ficará de pé, e farei tudo o que me agrada. Isaías 46:10 (Portuguese Edition) por Carlos Cavalcanti

Titulo del libro: A SOBERANIA DE DEUS: Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito ficará de pé, e farei tudo o que me agrada. Isaías 46:10 (Portuguese Edition)

Autor: Carlos Cavalcanti

Número de páginas: 41 páginas

Fecha de lanzamiento: November 3, 2018

Descargue o lea el libro de A SOBERANIA DE DEUS: Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito ficará de pé, e farei tudo o que me agrada. Isaías 46:10 (Portuguese Edition) de Carlos Cavalcanti en formato PDF y EPUB. Aquí puedes descargar cualquier libro en formato PDF o Epub gratis. Use el botón disponible en esta página para descargar o leer libros en línea.

Carlos Cavalcanti con A SOBERANIA DE DEUS: Desde o início faço conhecido o fim, desde tempos remotos, o que ainda virá. Digo: Meu propósito ficará de pé, e farei tudo o que me agrada. Isaías 46:10 (Portuguese Edition)

"A SOBERANIA DE DEUS". Duas questões fundamentais que a ortodoxia cristã não abre mão: A soberania de Deus e a responsabilidade do homem. Portanto, esta pesquisa visa orientar o laico quanto a ignorância a respeito das doutrinas da graça que têm sido esquecidas e adulteradas através dos séculos. Mostraremos que Deus é soberano e governa Suas criaturas de acordo com o conselho da Sua vontade e que o homem não tem a liberdade de responder positivamente as coisas espirituais como os arminianos dizem que têm. O estudo da soberania de Deus ajuda-nos a entender por que a ideia do livre-arbítrio é incompatível com as Escrituras, e que toda revelação bíblica repousa não na presciência do que fará o homem, mas nos decretos estabelecidos por Deus de que tudo o que acontece foi planejado por Ele e para Ele, isso na eternidade, a fim de que acontecesse justamente como foi ordenado. O nome do SENHOR, assim, é glorificado porque mesmo que o mal pareça está vencendo, na visão de João, na Ilha de Patmos, ele vê alguém sentado em um alto e sublime trono governando soberanamente, mostrando quem na verdade tem todo o poder e merece receber toda glória. Ele não ousa citar nem o nome de quem está sentado no trono, diz apenas que o trono está armado no céu e tem alguém sentado nele . Jesus que é o princípio e o fim de todas as coisas; esteve morto, mas tornou a viver e está vivo pelos séculos dos séculos, mantendo a autoridade, o controle e o domínio sobre vivos e mortos (Ap.1:18) . Ele revela a João, por intermédio do Seu anjo, as coisas que em breve devem acontecer (cf. Ap.1:1) sem que ninguém possa influenciar algo do que foi revelado ao apóstolo, ou seja, o homem não pode mudar aquilo que foi estabelecido pelo Eterno e Soberano Deus. A revelação, diz João, estava oculta, guardada com sete selos e o seu conteúdo foi decretado antes da fundação do mundo para que acontecesse, justamente, no momento previamente ordenado por Deus (cf. Ap.5:1-14). “Desde toda a eternidade, Deus mesmo decretou todas as coisas que iriam acontecer no tempo; e isto Ele fez segundo o conselho da sua própria vontade, muito sábia e muito santa ” (Confissões de fé Batista de 1689. pg.13 – Fé para hoje. Editora Fiel). Que o Eterno e Soberano Deus nos dê espírito de sabedoria para podermos entender o que foi revelado na Sua Palavra! Amém!!!Formação: Teólogo, Antropólogo, Historiador, Especialista em Arte, Religião e Cultura Judaica.